Medida FIDO

PAUL MAGEE
Topic AwarenessDevelopmentDesignSafety and securityWomen needs in transport New technologiesParticipation cultureNew mobility formsShared modes of mobility

Começamos a pensar mais sobre a relação com os Drones, e outros serviços de entrega autónoma. Em particular o aspecto estético é desafiador, mas também o comportamento, que pode parecer mecanicista, e difícil de confiar ou confiar.

Experimentando o sentido de zoomorphism que por vezes nos permite relacionar características físicas animais com um objecto, o FIDO representa a relação muitas vezes atribuída ao cuidador de um cão. (Ver imagem 1).

O FIDO é um assistente de transporte de 4 rodas, autopropulsado, para uma loja pequena a moderada, muito provavelmente diária. O design do FIDO é pensado para integrar um número de tecnologias de detecção discreta que digitalizariam a área para evitar o impacto, e para se adaptar a terrenos variáveis. A tecnologia é comum, potencialmente baseada em LIDAR de baixa energia e frequentemente utilizada em veículos. A forma física do FIDO inclui um LED azul central vertical denota a superfície de varredura frontal, enquanto um LED vermelho horizontal fornece o mesmo na parte traseira (usando a familiar coloração da luz de parada). Estas características de LED também podem fornecer iluminação. (Ver imagem 2)

A palavra Fido é usada como um termo de referência para um cão de estimação e, na verdade, 'Fido' tem origem no latim, o que sugere um significado de confiança. Isto levou-nos a pensar que a relação de confiança entre a unidade, o seu funcionamento e o utilizador poderia, de facto, ser bastante familiar e, portanto, facilmente compreendida.

Em vez de conceber um sistema que se parecesse com um cão, a forma foi simplificada e reduzida à essência desse equilíbrio, escala e familiaridade obediente. A postura do design do FIDO é semelhante à de um cão de caça de pé, pernas em pé, cabeça erguida, pronto para seguir fielmente as instruções. A forma da FIDO é baseada num arco aberto, com acesso lateral para localizar os contentores de compras com segurança. A superfície superior é mais estreita do que a base, permitindo um acesso e remoção mais fáceis dos contentores. Esta transição de uma base mais larga para um topo estreito beneficia a estabilidade geral da unidade - e inevitavelmente, dá mais espaço para aqueles momentos em que o fido está a levar alguém pequeno para dar uma volta.

O conceito do FIDO seria interagir com o Ponto de Venda (POS) de retalho, onde quer que seja:

  1. Os contentores dos clientes podem ser carregados com mercadorias,
  2. O retalhista pode carregar contentores de marca como parte do serviço (e adicionalmente como uma ferramenta de marketing para o serviço).

A FIDO receberia um destino, baseado no conhecimento que o retalhista tem do cliente e, em seguida, uma opção de instrução no POS, seja 1. Para se dirigir a um destino num determinado momento para a entrega, ou 2. Acompanhar obedientemente o cliente no seu próprio caminho - FIDO permanecendo por perto. Neste caso, uma comunicação Bluetooth seria mais simples. Contudo, pode ser benéfico para a FIDO responder ao comando de voz do cliente (ver imagem 3), que poderia ser definido por palavras-chave, novamente no POS - aumentando ainda mais o nível de interacção.

Assim que a compra for entregue, a FIDO voltará ao POS do retalhista, para recarregar e, obedientemente, aguardar instruções adicionais. Bom cão, FIDO! (Não são necessários biscoitos)

Available translations

Give us your opinion

Evaluating the contribution

Gallery

  • fido_image_3-01.jpg fido_image_3-01.
  • fido_image_1-01.jpg fido_image_1-01.
  • fido_image_5-01.jpg fido_image_5-01.
  • fido_image_2-01.jpg fido_image_2-01.
  • fido_image_4-01.jpg fido_image_4-01.

Comments
Jump to comment-234
MIREIA CALVO

8 months ago

Parece una buena solución para aplicar en aeropuertos, estaciones de tren y autobús. En esta aplicación puede ser interesante habilitar la parte superior para llevar las maletas más grandes y algún método para que no caigan. 

Jump to comment-232
EGLE KALASNIKOVAITE

8 months ago

Very interesting! Have a question: are there any measures regarding thefts and vandalism? Thanks

Jump to comment-2
PAUL MAGEE

8 months ago

Thankyou Egle. Well, yes in the sense that it is operated by a shopping service and the user would need to identify a 'delivery' location. Fido wouod then return to its origin. So far we have  focussed on the relationship with the service but would be interested to explore how vandalism might be avoided (or limited) - perhaps as a behavioural element of the system? 

Jump to comment-222
JANET SAUNDERS

8 months ago

What an interesting idea! I can see this being attractive to people who fancy a walk to the supermarket but dont want to struggle home with the shopping, or if you need to use a walking stick/frame and cannot carry bags. I have a concern about security of the drone and vandalism but this needs to be assessed in the light of other similar models like the robot delivery vehicles already in place. 

Jump to comment-2
JANET SAUNDERS

8 months ago

Perhaps it could have a small wagging tail!

Jump to comment-2
PAUL MAGEE

8 months ago

Thankyou Janet. Yes, I think its about reframing the idea of 'drone' or 'autonomous service' into something freindfly and more approachable. That relationship may change the way that people behave around Fido.

Jump to comment-171
PAUL MAGEE

9 months ago

More details on the interaction method at Point of Sale (POS) to come. Watch this space!

The TInnGO project has received funding from the European Union’s Horizon 2020 research and innovation programme under grant agreement no 824349.
Copyright © 2019 TInnGO. Designed and Developed by LGI